SAÚDE DO BEBÊ: SAIBA COMO ALIMENTAR CORRETAMENTE O SEU FILHO

A primeira dica é básica e única: Leite Materno. Esse alimento é o mais completo e rico que existe e deve ser mantido a risca nos primeiros meses de vida da criança.
O leite da mãe já possui todos os nutrientes necessários para a criança. Caso a criança recuse o peito, a recomendação é de buscar auxílio médico e nutricional o quanto antes, já que somente o especialista conseguirá indicar uma alternativa semelhante e completa quanto ao leite materno. Após o primeiro semestre já é possível inserir outros alimentos na rotina da criança. Cereais, carnes e legumes já podem ser consumidos moderadamente.
“É o que chamamos de alimentos complementares, ou seja, eles complementam o leite materno (que deve permanecer até os dois anos, em média). Recomenda-se que a criança consuma esses alimentos por no máximo três vezes ao dia, amassados e em pequenas porções”, explica Liliane Oppermann.
A solidez do alimento também deve ser moderada e aumentar aos poucos.
Num primeiro momento, a introdução desses alimentos deve ocorrer em forma de papas ou purês. Com o passar o tempo e com o nascimento dos dentes é possível aumentar o tamanho do corte das carnes e legumes.
Desta fase em diante, basta observar o crescimento da criança e a sua necessidade alimentar. Pratos coloridos, sobretudo os que contêm beterraba, cenoura e batatas devem ser priorizados devido ao seu alto índice de vitaminas e nutrientes.
Só uma alimentação variada garante a quantidade de ferro e vitaminas que a criança necessita, mantendo uma boa saúde e crescimento adequados. O ferro é um nutriente que é melhor absorvido quando a criança recebe, na mesma refeição, carne e frutas ricas em vitamina C”
É recomendável abolir açucares sódio e frituras do cardápio da criança. Se isso não for possível, que pelo menos o consumo seja restrito a um dia da semana. Consumidos em excesso, esse alimentos podem trazer prejuízos a saúde no futuro.
O açúcar somente deve ser usado na alimentação da criança após um ano de idade. Esses alimentos não são bons para a nutrição da criança e competem com alimentos mais nutritivos. Pimenta, mostarda, catchup e outros produtos condimentados também devem ser evitados.

Fonte- Médica Nutróloga e Ortomolecular Liliane Oppermann
Site- www.doutoraliliane.com.br


Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs