CLOASMAS: COMO TRATAR AS MANCHAS QUE APARECEM NA GRAVIDEZ

Segundo o dermatologista Fernando Passos de Freitas (CRM-106.504), tudo isso acontece devido ao aumento da quantidade de hormônios produzidos durante a gravidez. “A pele da gestante está mais sujeita ao surgimento das manchas porque os hormônios estrógenos e progestágenos estimulam a melanogênese, que consiste na formação da melanina. A alteração desses hormônios leva ao aparecimento de manchas, chamadas de cloasma gravídico ou melasma”, explica.
O cloasma gravídico são manchas difíceis de serem tratadas. Entre suas causas, o dermatologista alerta para os fatores hormonais, exposição solar, tendência genética e características raciais que também influenciam no seu surgimento. “Apesar de assintomáticas e benignas, essas manchas são inestéticas e nem sempre desaparecem após a gravidez”, afirma o dermatologista.
Onde as manchas costumam aparecer
As manchas escuras ou acastanhadas surgem na face, principalmente, nas regiões malares como maçãs do rosto, testa, nariz, buço e têmporas. “O cloasma costuma ter limites precisos e irregulares, formando placas que, em seu contorno, apresentam pontilhado pigmentar”, esclarece o dermatologista.
Além disso, o especialista revela que as mulheres com peles morenas têm mais chances de ter essas manchas. ”Quanto maior for o fototipo, mais chances de ocorrer uma hiperpigmentação. A pele morena apresenta mais células, ou seja, melanócitos, que são produtores de pigmento, a melanina”, acrescenta o médico.
Como evitar as manchas indesejáveis?
Para evitar o cloasma, as mulheres não devem se expor ao sol sem proteção solar durante a gravidez. “O cloasma gravídico pode desaparecer espontaneamente após a gestação, não exigindo, às vezes, nenhum tipo de tratamento. No entanto, o tratamento ajuda a acelerar o processo de desaparecimento”, garante o dermatologista.
O tratamento do cloasma implica no uso de protetores solares potentes sempre que houver exposição da pele ao sol ou mormaço e no uso de substâncias despigmentantes associadas a alguns tipos de ácidos. “O tratamento irá depender do grau de acentuação das manchas e deve ser iniciado após a amamentação. Peelings, sessões de laser, cremes e óleos são aliados no combate às manchas”, diz Freitas.
Não saia de casa sem o protetor solar
Ele é um forte aliado para combater as manchas. O protetor solar deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição solar, várias vezes ao dia, mesmo em ambientes fechados e em dias menos ensolarados. A exposição ao sol nos intervalos mais intensos deve ser evitada e o uso de óculos de sol e chapéu, faz parte do "kit" proteção. Seguindo tais cuidados você pode evitar o surgimento dessas manchas na gestação.
Fonte - Dermatologista Fernando Passos de Freitas – (CRM- 106.504)

Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs