BOTOX NA GESTAÇÃO PODE?

Segundo o cirurgião plástico Luiz Mendonça Mendonça Pereira (CRM-114141), da Clínica Bertolini, durante a gravidez é importante não tomar atitudes impulsivas que possam comprometer o desenvolvimento do bebê. “Em relação às cirurgias plásticas, o recomendado é que a mulher aguarde por volta de 3 meses após o fim da amamentação para fazer uma cirurgia plástica”, alerta.
E dependendo de cada caso e necessidade em recuperar a boa forma, alguns procedimentos podem ser indicados. Porém, tudo com avaliação médica.
O Botox está liberado na gravidez?
Quem é vaidosa, mesmo durante a gravidez, não costuma abrir mão de tratamentos estéticos para sentir-se mais bonita. Olhar-se no espelho e observar uma pele lisinha, sem rugas ou marcas de expressão também é o desejo de muitas grávidas. Por isso o Botox, famoso por promover o relaxamento dos músculos que causam as rugas na face, continua sendo o ‘queridinho’ entre o público feminino. No entanto, o cirurgião plástico Luiz Eduardo Mendonça Pereira alerta sobre o uso da toxina botulínica na gestação. “A aplicação do Botox é utilizada para o rejuvenescimento por meio da paralisação dos músculos da face, sendo absorvida pela corrente sanguínea e, por isso, não é recomendada durante a gestação. Os testes de segurança dos medicamentos não são realizados em gestantes, assim não tem como certificar que não vão fazer mal para o bebê,”, afirma.
Segundo ele, o Botox pode fazer mal ao bebê e a gestante pode ficar mais predisposta a ter reações adversas devido às mudanças no organismo, que esta muito mais sensível neste momento. “A gestante tem de curtir os sintomas da gravidez e deixar para cuidar da beleza depois de o nascimento do bebê”, aconselha.
Cirurgias e tratamentos mais requisitados
No pós-parto, a correção de mama é um dos procedimentos mais procurados. Afinal, os seios podem ficar flácidos devido ao efeito ‘aumenta-diminui’ que ocorre no período após gestação e amamentação. Outra técnica bastante procurada é a abdominoplastia, indicada para retirar o excesso de pele que acarreta a flacidez abdominal. E na lista entram ainda: lipoaspiração, Botox, tratamentos para combater estrias, celulite ou gordura localizada. “Antes de iniciar qualquer procedimento, o correto é avaliar se a paciente está amamentando, pois alguns tratamentos, como os peelings químicos e Botox, por exemplo, não são recomendados nessa fase”, orienta Pereira.
Apesar da preocupação com a imagem, o médico ressalta que a saúde e o bem-estar da mãe e do bebê, nos primeiros meses de vida, são mais importantes. “Ambos devem estar juntos nessa fase para que aconteça uma interação e a troca de carinho. Caso a mulher opte por uma cirurgia plástica nesse período, ela poderá abrir mão deste momento devido aos cuidados pré e pós-operatório”, destaca. Por isso, vale esperar um pouco mais para se submeter a uma cirurgia plástica.

Fonte- Cirurgião Plástico Luiz Eduardo Mendonça Pereira (CRM-114141), da Clínica Bertolini

ACABE COM O INCHAÇO NA GESTAÇÃO POR MEIO DE MASSAGEM DESTOXI DRENANTE

De acordo com Mariana Moraes, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética, o inchaço, ou edema, tem maior incidência nos membros inferiores. “Esse problema acontece porque na gravidez ocorre um aumento na quantidade de sangue e líquido no organismo. Além disso, o crescimento do útero comprime os vasos da região pélvica prejudicando o sistema circulatório”, explica.
Alguns fatores acabam prejudicando a saúde e acarretando inchaço, como excesso de peso, o tabagismo e uma alimentação inadequada. As gestantes precisam ficar atentas aos inchaços, principalmente, se for intenso e afetar as mãos, os braços e o rosto. “É importante alertar que se a gestante ganhe peso ou apresente formigamento nos braços, limitação dos movimentos dos dedos das mãos e dor na região na nuca, tais sinais podem indicar pressão alta, alterações renais ou Diabetes gestacional. Por isso, é imprescindível procurar o médico”, afirma Mariana Moraes.
Driblando o desconforto
Uma sessão de massagem é uma boa alternativa para minimizar esses males. As massagens devem ser feitas em um lugar tranquilo para ajudar no relaxamento. “Todos os movimentos das massagens devem ser bem suaves, sem muita pressão e com um cuidado especial para não gerar incômodo na mãe ou no bebê. Para dar mais conforto, muitas vezes, utilizamos almofadas para aumentar o conforto e a massagem é feita com a gestante deitada de lado”, afirma a fisioterapeuta.
Além disso, todas as técnicas devem ser aplicadas com cuidados e restrições específicas para a gestação. Feitas por um bom profissional, elas contribuem, e muito, para o bem-estar e conforto da grávida. O segredo para diminuir o inchaço na gestação pode estar na massagem Destoxi Drenante, que pode ser feita em clínicas de estéticas e de fisioterapeutas por pessoas especializadas. “É uma massagem que visa equilibrar as funções metabólicas proporcionando mais saúde, bem estar e diminuindo edemas”, ressalta Mariana Moraes.
Para que serve?
A massagem destoxi drenante é uma técnica altamente especializada que combina manobras de massagens drenante manual, terapêutica oriental e relaxante. A sua principal finalidade é desintoxicar, eliminar toxinas, equilibrar as funções metabólicas, diminuir edemas, combater a flacidez e, por fim, relaxar a musculatura.
Além disso, é uma massagem com derivados de biotecnologia marinha que visa desintoxicar e drenar o organismo, proporcionando mais saúde e bem estar.
Quando o assunto é massagem logo se associa à drenagem linfática, mas o que muitas mães não sabem é que a destoxi drenante também oferece bons resultados em relação ao inchaço. “A massagem destoxi drenante pode ser aplicada na gestante sem riscos à saúde da mãe ou do bebê”, informa a Mariana Moraes.
O procedimento pode ser feito pela gestante até três vezes por semana, com um intervalo mínimo de 24h.
Por que a gestante deve fazer massagem?
A massagem durante a gravidez alivia os desconfortos, prepara o corpo para o parto, fortalece as articulações, atua sobre o sistema nervoso, melhorando o sono, a digestão e diminuindo o estresse. E isso proporciona uma gravidez mais prazerosa e saudável. “Um dos grandes benefícios da massagem durante a gestação, é que pode diminuir o estresse e a ansiedade, proporcionando um parto mais tranquilo. Além de melhorar a circulação sanguínea e linfática, também ajuda a prevenir a formação de vasos e varizes”, diz a fisioterapeuta.
Lembre-se que antes de dar início a qualquer tipo de tratamento terapêutico complementar, a gestante deve informar o médico sobre todos os detalhes da terapia que deseja fazer. A mulher também deve evitar massagens antes de completar os três meses de gestação.
Fonte- Mariana Moraes, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética

DESTOXI DRENANTE TAMBÉM PODE SER FEITA POR GESTANTES

E para aliviar todos esses desconfortos uma massagem pode ser ideal. “Quando se fala em massagem para gestante todo mundo pensa na drenagem linfática, porém existem outras opções com bons efeitos que podem ser aplicadas sem risco à mãe ou ao bebê”, diz Mariana. E nessa lista destaca-se a Destoxi Drenante, uma massagem com derivados de biotecnologia marinha que visa desintoxicar e drenar o organismo a fim de equilibrar as funções metabólicas proporcionando mais saúde, bem estar e diminuindo edemas. Está massagem trata as principais queixas da gestante, os edemas e as dores.
De acordo com a especialista, é uma técnica altamente especializada que combina manobras de massagens drenante manual, terapêutica oriental e relaxante. “Os ativos utilizados no creme são derivados da Biotecnologia Marinha que potencializam a ação desintoxicante e drenante, porém nas gestantes são passados produtos neutros afim de não causar possíveis alergias, afirma.
O procedimento pode ser feito até três vezes por semana, com um intervalo mínimo de 24h. “É importante que a gestante comunique seu obstetra sobre o
tratamento. Todas as técnicas devem ser aplicadas com cuidado e restrições específicas para a gestação. Entretanto, quando realizadas de forma segura podem contribuir muito para o bem-estar da gestante”, enfatiza.
Os principais benefícios proporcionados pela Destoxi Drenante:
Desintoxicar
Equilibrar as funções metabólicas
Diminuir edemas
Combater a flacidez
Relaxar a musculatura
Aliviar dores

Fonte- Mariana Moraes, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética

TERAPIAS NATURAIS NA GESTAÇÃO: DESCBRA SEUS BENEFÍCIOS

E como toda mudança exige cuidados especiais, com as futuras mamães não seria diferente. Aliás, os cuidados devem ser redobrados nesse período. Evitar produtos tóxicos e químicos está no topo da lista das recomendações. Nesse caso, o ideal é sempre apostar em alimentos, produtos e terapias naturais que ajudam a manter intacta a saúde de mãe e bebê.
A naturóloga e doula, Raquel Oliva reuniu algumas dicas de terapias naturais que preservam saúde da futura mamãe e, consequentemente, do bebê. "As terapias naturais para gestantes são uma opção para quem procura qualidade de vida e saúde integral durante a gravidez", explica a especialista.
Uma das opções preferidas das gestantes são as massagens relaxantes. Elas promovem relaxamento muscular intenso, além de efeitos similares sobre a mente e as emoções. Quando associada à aromaterapia - tratamento baseado na utilização de óleos essenciais puros extraídos de plantas aromáticas - garante resultados ainda melhores.
Outra técnica já bastante conhecida pode ser associada: drenagem linfática. Com o intuito de aliviar o excesso de líquidos no organismo, o procedimento traz inúmeros benefícios. Porém, Raquel Oliva recomenda que a técnica só seja feita após os três primeiros meses de gestação e sempre mediante autorização médica.
Há também uma técnica pouco conhecida que utiliza a vibração das cores do espectro solar: a cromoterapia. Este tratamento equilibra os centros de energia do corpo – os chackras, desbloqueando e facilitando a movimentação energética. Além de eficiente é também muito relaxante.
Para as grávidas também é indicado o Watsu®, uma terapia corporal aquática que une movimentos de alongamento a massagem, realizada dentro de piscinas aquecidas. Por meio de movimentos suaves e rítmicos, promove profunda sensação de bem-estar, relaxamento mental e emocional, além de aumento da flexibilidade e regulação do tônus muscular.
"Para completar os tratamentos citados, é possível associar orientações sobre hábitos saudáveis como alimentação equilibrada, atividade física adaptada e preparação para o parto, fortalecendo a autonomia da gestante em relação à sua saúde", explica a naturóloga.
Fonte - Raquel Oliva é Naturóloga e Doula. Com formação acadêmica e experiência internacional é especialista no cuidado de gestantes, bebês e famílias. É membro da Associação Paulista de Naturologia e possui registro no site Doulas do Brasil.
Site- http://www.comparto.com.br/

ARMAZENAMENTO DE DADOS PARA GESTANTES

Os exames tradicionais solicitados pelos médicos são o hemograma, que mede as taxas de anemia no sangue das futuras mamães, exames de urina, sorologia para sífilis, HIV, para detectar quaisquer problemas de doenças sexualmente transmissíveis e proteger os bebês. Exame para avaliar a possibilidade de hepatites, ultrassom de rotina, ecocardiografia fetal, para avaliar as condições do coração dos bebês e outra infinidade de exames.
Para ajudar a organizar esses exames e facilitar as consultas ao obstetra, o site Minha Saúde Online, criou uma página especial para gestantes.
De acordo com o biomédico e professor Dr. Renato Marcos Endrizzi Sabbatini, ao contratar os serviços do site, as gestantes têm o conforto de compartilhar resultados de exames com os médicos responsáveis pelo pré- natal.
Posteriormente ao parto, as mães podem fazer o registro para seus filhos e registrar todo o histórico médico desde o nascimento, o que seria de grande utilidade ao longo da vida desta criança.
No caso de contratempos, todas as informações sobre histórico alérgico, doenças, medicamentos, vacinas, e exames realizados são disponibilizados para que os socorristas prestem o melhor e mais rápido atendimento.
“Os cadastrados no site informam os dados de contatos de médicos e familiares, assim, caso ocorra uma emergência, os familiares serão avisados instantâneamente e automaticamente por e-mail.”, continua o Dr. Renato.
Vale lembrar que o Minha Saúde Online conta com um rigoroso controle de informações. Todos os dados são criptografados para evitar vazamentos e apenas os cadastrados liberam a visualização de exames e históricos para membros da família, médicos e socorristas.
Fonte -Biomédico Prof. Dr. Renato Marcos Endrizzi Sabbatini

Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs