O que é Enurese?

A enurese (micção noturna) é um problema constrangedor e difícil para a criança. Sua auto-estima pode ficar abalada. Dormir fora de casa pode se tornar uma tortura, e até mesmo cogitar ir para a casa da avó ou para um acampamento pode criar um enorme peso para a criança que faz xixi na cama. A enurese também é um problema que aflige os pais preocupados com o bem-estar do filho.

É importante entender que a enurese não significa mau comportamento. Não é intencional e a criança não é culpada. Se tiver um filho que faça xixi na cama, lembre-se de que essa criança merece maior atenção para resolver o problema.

A criança que geralmente urina na cama tem uma bexiga pequena e imatura. Como é incapaz de prender a urina durante a noite, faz constantemente xixi na cama enquanto dorme.

Há também crianças que já tiveram o controle da bexiga, mas o perderam. Esse tipo de enurese está provavelmente relacionado a problemas emocionais ou orgânicos. Dentre as causas emocionais encontram-se situações de estresse ou medo, como a mudança para uma nova casa, o nascimento de um irmãozinho ou a separação dos pais. Esses estresses podem fazer com que a criança regrida a um padrão comportamental anterior. A enurese decorrente de estresse é geralmente temporária.

Os problemas orgânicos incluem infecções do trato urinário, que podem irritar a uretra e a bexiga e interferir em seu funcionamento normal; lesões obstrutivas do trato urinário e problemas da espinha dorsal que interferem nas sensações e no controle voluntário da bexiga. As crianças com diabetes ou anemia perniciosa talvez tenham dificuldade em concentrar a urina e normalmente urinam maiores quantidades, às vezes a ponto de fazer xixi na cama à noite. Uma alergia ou sensibilidade a alimentos também pode causar enurese, pois os alimentos sensibilizantes podem irritar a bexiga. Esses problemas devem ser diagnosticados e tratados pelo médico do seu filho.

O mais importante a se considerar em relação à enurese é entender o crescimento e desenvolvimento normais do seu filho, de forma que suas expectativas sejam realistas. Com o crescimento do seu filho, sua bexiga torna-se capaz de conter cada vez mais urina. Só quando a bexiga da criança é capaz de conter cerca de uma xícara e meia de urina é que dormir a noite inteira sem fazer xixi na cama passa a ser fisicamente possível.

Outra exigência é o desenvolvimento do controle neuromuscular necessário para controlar a micção. Como isso ocorre, em geral, aproximadamente aos quatro ou cinco anos, é tolice pensar que a criança que ainda não tem essa idade possa dormir sem fazer xixi na cama. Além do mais, o crescimento e o desenvolvimento variam de criança para criança. O controle total da bexiga pode ocorrer apenas aos cinco ou seis anos de idade.

À medida que a criança cresce e aprende a controlar a bexiga, é normal haver épocas em que dormirá tranqüilamente a noite toda, sem fazer xixi na cama, e é igualmente normal haver períodos de regressão e enurese. Respeite o crescimento e o desenvolvimento individuais do seu filho e dê-lhe sempre seu apoio e carinho.

TRATAMENTO CONVENCIONAL

Depois que o médico do seu filho tiver diagnosticado um problema físico como a causa da enurese, há remédios vendidos sob receita médica que podem ser úteis. O DDAVP (acetato de desmopressina) é um remédio cada vez mais receitado. É um spray nasal que aumenta a produção do hormônio antidiurético, ajudando o corpo a reabsorver água e, portanto, reter a urina. Algumas crianças que fazem xixi na cama à noite talvez não produzam quantidade suficiente desse hormônio; o DDAVP pode ser a solução para elas.

A imipramina também é receitada para enurese, mas menos do que antigamente. Esse medicamento pode reduzir a irritabilidade da bexiga de forma que a criança sinta contrações menos freqüentes e de menor intensidade. Também pode ter efeitos colaterais desagradáveis, inclusive nervosismo, agitação, problemas de sono e distúrbios gastrointestinais brandos. A imipramina não é recomendada para crianças com menos de seis anos e é geralmente receitada por períodos de até três meses. E, infelizmente, não há nenhuma garantia de que seu filho se livrará da enurese depois que parar de tomar o medicamento.

A modificação comportamental é uma abordagem geralmente usada. Pode compreender uma série de técnicas diferentes, inclusive o uso de uma campainha, hipnose e terapia de relaxamento, bem como exercícios de Kegel, que ajudam a treinar os músculos da bexiga.

DIRETRIZES ALIMENTARES

Muitos casos de enurese podem estar relacionados a alergias alimentares. Você talvez queira tentar eliminar da dieta alguns itens para ver se seu filho é alérgico. Leite, laticínios, frutas cítricas e trigo são os alérgenos mais comuns. Se eliminar esses alimentos, principalmente o leite, da dieta do seu filho, a enurese pode diminuir.

Eliminar o açúcar da dieta da criança, principalmente à tarde e à noite, é muitas vezes útil.

SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS

Uma fórmula líquida que combine cálcio e magnésio é útil para a criança que faz xixi na cama devido ao nervosismo. Esse suplemento ajuda a relaxar o sistema nervoso. O líquido não tem um sabor desagradável e pode ser facilmente dado à criança isoladamente ou misturado ao suco. Dê ao seu filho uma dose, duas vezes ao dia, uma pela manhã e a outra na hora de dormir.

TRATAMENTO FITOTERÁPICO

Uma combinação de camomila, maracujá, escutelária e tília é um remédio tradicional para ansiedade. Essas ervas relaxam o sistema nervoso, que pode estar agitado e, portanto, contribuir para a enurese. Dê ao seu filho uma ou duas doses de chá feito com essas ervas à noite (após o jantar).

Observação: A escutelária não deve ser dada a crianças com menos de seis anos. Se seu filho tiver menos de seis anos, faça um chá com apenas camomila, maracujá e tília.

RECOMENDAÇÕES GERAIS

Nunca ridicularize, bata ou repreenda a criança por urinar na cama. O castigo não surte nenhum efeito. Em vez disso, elogie-a e recompense-a quando não acontecer.

Depois que você tiver certeza de que seu filho é mental e fisicamente capaz de não fazer xixi na cama, dê inicio às seguintes recomendações.

Tente limitar a quantidade de líquido que seu filho bebe após o jantar. Faça com que seu filho urine uma hora antes de dormir, novamente meia hora antes de dormir e mais uma vez na hora de ir para a cama.

Dê ao seu filho um suplemento líquido de cálcio e magnésio. De acordo com o tipo do seu filho, escolha um preparado homeopático. Se nenhum dos remédios parecerem-lhe exatamente adequado, experimente um composto ou consulte um homeopata que lhe dê um remédio constitucional.

Exercícios de dilatação da bexiga podem ser úteis. Compreende incentivar seu filho a reter a urina o máximo de tempo possível enquanto bebe muito líquido, a fim de aumentar a capacidade de volume da bexiga. Isso pode ser feito de forma sistemática, uma ou duas vezes ao dia, fazendo com que seu filho espere durante um período curto, determinado (por exemplo, de dois a cinco minutos) depois que sente vontade de urinar.

Você pode transformar isso em um jogo. Até mesmo uma criança pequena pode "dançar" enquanto vê o ponteio dos segundos do relógio. À medida que seu filho for desenvolvendo controle durante intervalos curtos, o período de espera pode ser aos poucos aumentado. A paciência é essencial, mas, compensadora quando se usa essa técnica.

A técnica da interrupção do fluxo é outro método que talvez seja útil para ajudar a criança a desenvolver controle. Compreende ensinar seu filho a parar e começar a urinar várias vezes no meio do fluxo, enquanto urina.

Os exercícios de visualização ajudam algumas crianças. Tente ensinar seu filho a se imaginar indo para cama, sentindo a bexiga cheia e acordando para ir ao banheiro.

Programas de tratamento abrangentes que adotam várias abordagens diferentes apresentam altos índices de sucesso. Os exercícios de dilatação da bexiga, de interrupção do fluxo, terapia e visualização podem ser combinados.

Fazer seu filho lavar os lençóis molhados e colocar lençóis limpos na sua cama pode ser eficaz para estimular sua participação. Contudo, se você estiver com raiva ou aborrecida por ter que mudar a roupa de cama, seu filho perceberá. Continue dando seu apoio, como se nada tivesse acontecido.

Muitos pais precisam de orientação e apoio para abordar esse problema complexo. Contactar um terapeuta antes de implementar qualquer um desses programas é altamente recomendado.

Independente da abordagem que escolher, é de suma importância que você e seu filho - participem e sintam-se otimistas. Para que qualquer intervenção tenha sucesso, seu filho deve estar disposto a participar.

PREVENÇÃO

Devido aos inúmeros fatores envolvidos no desenvolvimento físico e mental do seu filho, a enurese não é algo que você possa realmente prevenir. Com o tempo, o problema acabará sendo resolvido, embora as diretrizes sensatas esboçadas nessa seção ajudem. Lembre-se sempre de que a enurese pode ser tratada com métodos suaves. Castigar ou envergonhar seu filho de nada adiantam. Na verdade, o castigo muitas vezes piora o problema e pode fazer com que filho demore ainda mais para superar suas dificuldades.

QUANDO CONSULTAR O MÉDICO?

Se seu filho começar a fazer xixi na cama de forma constante e também demonstrar sintomas claros de maior sede, maior freqüência e quantidade de micção, fadiga, maior apetite e/ou perda de peso, consulte seu médico. Esses sintomas também podem indicar diabetes. Almofada

A criança que faz xixi na cama e se queixa de dor abdominal deve ser examinada por um médico. Pode ser sinal de uma infecção subjacente.

Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs