LINHA NEGRA NA BARRIGA E MAMILOS MAIS ESCUROS TENDEM A DESAPARECER DEPOIS DO PARTO

Os hormônios da gravidez têm muitos efeitos e o aumento do estrogênio leva a maiores níveis de melanina, resultando em mamilos mais escuros e na famosa linha negra (ou linha nigra), linha que se vai notando com o decorrer da gravidez e que vai desde o osso púbico ate ao umbigo. Pesquisas mostram que a deficiência de ácido fólico pode favorecer esse escurecimento da pele. “O ideal é, principalmente na gravidez, caprichar no consumo de ácido fólico nos alimentos, como grãos integrais e verduras escuras e, se for o caso, tomando um suplemento indicado pelo ginecologista”, recomenda a dermatologista.
A linha negra pode ter até um centímetro de largura e tende a surgir perto do segundo trimestre da gravidez e é causada pela pigmentação da pele na área em que seu músculo abdominal se distende para acomodar o bebê, ficando ligeiramente separado. Mas não deve ser motivo de preocupação. Esfoliar levemente a região pode ajudar a eliminar a pele ressecada até a mancha desaparecer após o parto. “Esse tipo de alteração é mais característica na 14ª semana de gestação. Nas morenas esse escurecimento é mais acentuado que nas mulheres de pele clara, mas, com o tempo, depois que o bebê nasce, começa a voltar à cor normal. Mas, enquanto isso não acontece, sempre que tomar sol, passe protetor solar de fator acima de 30”, afirma Helua.
Mamilos escuros
Durante toda a gravidez as mamas estão se preparando para a amamentação. Há a preparação das glândulas mamárias para a produção de leite e o maior volume de sangue e é por isso que, além dos seios aumentarem de volume, pode ocorrer um escurecimento dos mamilos, principalmente por volta da sexta à oitava semana de gestação.
Gazi explica que esse é um dos sinais mais clássicos de uma gravidez. ”Os hormônios liberados pela gravidez também agem nas células responsáveis pela coloração dos mamilos, tornando-os mais escuros que de costume. Mulheres morenas ou negras podem demorar um pouco mais par perceberem este sintoma”, conta.
O pigmento que dá cor à pele tende a se acumular onde já se manifestava de maneira mais intensa, caso do bico dos seios. Isso é bastante normal e não traz nenhuma consequência para a saúde da mulher, garante a médica. Seis meses depois do parto, quando os hormônios se estabilizam, a coloração volta ao normal.
“Não é possível prevenir o escurecimento dos mamilos ou a linha negra, eles simplesmente surgem. Mas colocar protetor solar de grau elevado diariamente poderá evitar que fiquem tão acentuados. Algumas semanas depois do parto estas mudanças tendem a desaparecer, então não se preocupe muito com isso”, garante Helua.
Apesar dessa pigmentação ter a tendência de desaparecer sozinha, é possível a realização de peelings de ácido retinoico, de forma seriada, ou seja, a cada 21 dias, após o nascimento do bebê. Além de melhorar a coloração, também melhora a flacidez da pele.
Após a consulta com a dermatologista, provavelmente será indicado um creme para massagem que pode conter na sua formulação alfa hidróxi ácidos (AHA), ácido retinoico e clareadores como ácido kógico ou alfa arbutin para acelerar o processo de clareamento da linha nigra.


Fonte - Dermatologista Dra. Helua Mussa Gazi (CRM/SP 104862).

Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs