CURATIVOS DO COTO UMBILICAL: UMBIGO DO BEBÊ PRECISA DE CUIDADO ESPECIAL

De acordo com a ginecologista e obstetra Erica Mantelli (CRM 124.315), os cuidados com o coto umbilical são essenciais para a higiene do bebê. “É muito comum que pais de primeira viagem tenham receio de machucar o bebê ao cuidar do coto umbilical, mas ele não tem terminações nervosas, ou seja, não dói durante a limpeza. Se o bebê chorar durante o curativo pode ser devido ao incômodo da situação, frio ou fome, mas não à dor”, explica.
A região do umbigo deve permanecer seca e limpa para assegurar a cicatrização e evitar qualquer tipo de infecção. “O coto umbilical pode ser lavado com água filtrada e sabão neutro, sendo necessário fazer uma boa secagem”, afirma a ginecologista. Mantelli recomenda que a higienização do coto umbilical deva ser feita pelo menos duas vezes ao dia, após o banho e a cada troca de fraldas, para evitar infecção. “Se houver algum tipo de secreção ou sangramento o curativo deve ser feito até três vezes”, disse.
Quanto tempo o cordão demora a cair?
A queda do coto umbilical deve acontecer entre 10 e 21 dias depois que o bebê nascer. “Quando esse dia chegar, o coto umbilical vai secar, ficar preto e cair, por isso, a mamãe não precisa se assustar. Depois vai ficar uma pequena ferida, que leva de uma semana a 10 dias para ocorrer a cicatrização”, acrescenta a ginecologista.
Mas o dia da queda do umbigo varia muito de criança para criança. Às vezes, o cordão pode demorar até mais do que 21 dias para cair, sem que haja maiores problemas. Em caso de demora, procure um médico para ter certeza de que não há nenhum problema com a criança.
Como fazer o curativo?
A mamãe deve elevar o coto umbilical suavemente e, com um chumaço ou uma haste de algodão, deve limpar bem o coto e ao redor onde ele se insere na barriga. É importante retirar qualquer secreção. Enquanto você estiver limpando o umbiguinho do bebê e algodão sair escuro, repita a limpeza com um novo algodão. Utilize uma gaze embebida em álcool 70% para limpar e outra para secar, caso o coto fique molhado em excesso. “Após o bebê completar 15 dias o coto ficará mais endurecido, seco e escuro e aos poucos ele vai cair“, revela Mantelli.
Após a limpeza, a fralda deve ser colocada abaixo do coto umbilical, para evitar que a região fique úmida, com cuidado para que a fralda não fique apertada e machuque o coto umbilical.
Lembrando que a mesma higienização deve continuar sendo feita por pelo menos dez dias depois de cair o coto umbilical, sendo que o tecido ainda está em fase de cicatrização. “Depois que o coto umbilical cair, a cicatriz do umbigo pode inchar e vazar um pouco, o que é comum. Em alguns casos pode surgir também uma protuberância na região do umbigo, chamada hérnia umbilical, que geralmente desaparece antes da criança completar cinco anos”, alerta a ginecologista e obstetra.
Atenção mamães: evitem usar mercúrio ou merthiolate depois que o coto umbilical cair. Esses medicamentos intoxicam e escondem uma possível inflamação.
Secreção ou pus no umbigo do bebê é perigoso?
Se você notar uma secreção amarelada, parecida com pus no umbigo do pequeno, isso não significa que o coto está infeccionado, porém é necessário ficar atenta a outros sinais, como vermelhidão e calor local. “Pode aparecer um pouco de sangue na fralda ou na roupinha quando o bebê ainda estiver com o coto”, destaca Mantelli. Caso a secreção aumente a cada dia, procure o pediatra imediatamente.
Devo me preocupar?
Procure um médico quando você observar que o seu bebê está com os seguintes sintomas:
- Quando o seu bebê tiver febre, ficar letárgico (quietinho demais), começar a mamar pouco ou parecer não estar bem;
- O umbigo e a área em torno dele estiverem inchados ou vermelhos;
- O coto umbilical ficar inchado ou com mau cheiro.
Em geral, cuidar do coto umbilical é muito fácil, basta seguir as orientações adequadas. A cada dia os papais vão ganhando mais prática e notam que o coto vai ficando mais endurecido e escuro até cair. Caso os papais sintam medo, tenham dúvidas ou se sintam inseguros em fazer o curativo, devem consultar um médico o quanto antes, para que possam se sentir seguros nos primeiros cuidados e certos de que estão fazendo o melhor para o saúde do seu bebê.

Fonte - Ginecologista e Obstetra Erica Mantelli (CRM 124.315)
SITE- www.ericamantelli.com.br

Redes Sociais

Contato

  • 11 5031-4807
  • contato@materlife.com.br
  • Central de Atendimento
  • Segunda à Sexta-feira das 9hs às 18hs