Os produtos têm desempenho diferente para meninos ou meninas e quase todas impedem a respiração da pele do bebê.

A PROTESTE Associação de Consumidores testou nove modelos de tamanho médio de fraldas  descartáveis das marcas Pampers, Turma da Mônica, Johnson’s Baby, Pom Pom e Sapeka e constatou que, em função da anatomia, os produtos têm desempenho diferente para meninos ou meninas.

Um problema comum em quase todas (com exceção de duas) é que elas não permitem a respiração da pele do bebê. A fralda Pampers Total Confort é a única que realmente permite a respiração através dela. E a Pom Pom Top Confort permitiu uma pequena respiração. Quanto mais leve e fina, mais confortável é a fralda.

No desempenho o teste verificou que a anatomia das meninas as favorece, pois as fraldas demoram muito mais para vazar do que com os meninos. Durante a noite, a fralda tem que resistir mais, para não atrapalhar o sono do bebê e não molhar o colchão do berço. Para as meninas, a única fralda que garante proteção por toda a noite é a Pampers Total,que é a mais cara em todos os estados.

Ao completar 2 anos e meio, uma criança terá usado até 5.000 fraldas descartáveis. No bolso dos papais, isso significa um gasto entre 1.450  e 4.400 reais. Por isso, é importante aliar qualidade e preço. A avaliação da PROTESTE mostrou que há outras duas opções boas, uma para cada sexo, além da Pampers Total.

Para um menino, por exemplo, considerando que uma criança gasta, em média, oito fraldas ao dia, em seis meses a economia pode chegar a R$ 700 no ano optando pela Turma da Mônica Tripla Proteção. A mesma economia é possível no caso das meninas, se a opção for pela Johnson’s Baby Ultra Seca.

Durante o dia, todas as fraldas foram, no mínimo, aceitáveis para as meninas, sendo que a Turma da Mônica Tripla Ação, a Pampers Total Confort e a Johnson’s Baby Ultra Seca foram as que mais demoraram para vazar. Já para os meninos, algumas fraldas tiveram uma performance fraca (Pom Pom Top Confort, Turma da Mônica Básica e Sapeka), vazando com menos de 180 ml de líquido.

Com relação a onde comprar por preços mais em conta, a PROTESTE notou que cada marca negocia melhores preços com diferentes tipos de lojas. Por exemplo, Johnson’s Baby e Sapeka são mais baratas nos hipermercados. Já Pampers Total Confort e Turma da Mônica Tripla Proteção são encontradas por preços mais em conta nas drogarias.

Para o teste, “bebês robôs” dos sexos masculino e feminino em movimento, sentados, em pé e deitados de frente, de lado e de costas eliminaram urina sintética na mesma quantidade, frequência e velocidade de uma criança entre 2 e 8 meses.

O impacto ambiental do uso das descartáveis é alto. Equivalem a quase 5 mil unidades que irão direto para o lixo sem reciclagem (o processo envolve um alto custo). Mas o que piora ainda mais a situação é que as empresas utilizam derivados do petróleo, na fabricação do material plástico que reveste as fraldas, e cloro, para branquear a celulose. Na avaliação da PROTESTE, uma mudança nesses hábitos produtivos seria bem-vinda.

O uso de fraldas de pano, dependendo de como se lida com elas no dia a dia, também impacta o meio ambiente. Um estudo da agência do Meio Ambiente da Grã-Bretanha mostrou que, lavando todo dia as fraldas em alta temperatura, o impacto causado pelo uso de água, da energia e do sabão é semelhante ao do uso de fraldas descartáveis. Sendo assim, ao usar fraldas de pano, é bom utilizar temperaturas mais baixas, lavar a maior quantidade de fraldas juntas possível e controlar a quantidade de sabão – utilizando o mínimo possível.

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter