Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostra que as mães desenvolvem um ouvido tão aguçado para o choro de seus bebês, já que diminuem o volume de todo o resto. Os pesquisadores perceberam que as mães têm uma inibição que reduz a atividade nas áreas do córtex auditivo que não estão direcionadas especificamente para o chamado do filhote.
“O instinto materno demonstra que o ofício de ser mãe não é apenas um exercício de maternidade e sim uma forte ligação entre mães e filhos”, explica o enfermeiro e tutor do Portal Educação, Alisson Daniel.
Para realizar a pesquisa, os cientistas utilizaram camundongos com filhotes e fêmeas virgens. Eles gravaram o chamado de filhotes e exibiram-no para todas elas e observaram a atividade das células dos seus cérebros.
Na verdade, ainda não se tem ao certo uma resposta para o estudo, porém, é provável que o cérebro das mães tenha sido reprogramado pelos hormônios para desligar com mais facilidade áreas auditivas não utilizadas para escutar bebês.

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter