FATORES QUE PODEM PREJUDICAR A FERTILIDADE
Desequilíbrios Hormonais- O desequilíbrio hormonal é a causa mais comum de anovulação. Metade das mulheres com desequilíbrio hormonal não produzem folículos suficientes para assegurar o desenvolvimento de um óvulo. Isso pode ser causado por pouca secreção hormonal da glândula pituitária ou do hipotálamo.

DST’s e Infecções – Doenças Sexualmente Transmissíveis, é um grupo de doenças infecciosas transmitidas principalmente através de relações sexuais que podem agredir o corpo humano nas regiões genital, anal, oral e ocular, mas, em alguns casos, podem também se estender para outros órgãos. Afetam tanto as mulheres quanto os homens. São responsáveis por 25% das causas de infertilidade: 15% para as mulheres e 10% para os homens.
Tabaco- O tabaco contém diversas substâncias prejudiciais e tóxicas. Fumar ou mesmo inalar o fumo é prejudicial para a fertilidade não somente nas mulheres, mas nos homens também. Nas mulheres, o cigarro pode desregular o ciclo menstrual e pode afetar o sistema reprodutivo inteiro, prejudica a qualidade dos óvulos e pode levar à antecipação da menopausa, já no homem o tabaco pode causar problemas na composição do sémen.
Álcool- O consumo do álcool afeta a infertilidade total em homens e em mulheres. Pode causar o movimento lento do esperma e às vezes mesmo diminuir a contagem de esperma.
Estresse- Nos homens, o estresse interfere na produção de espermatozóides anormais. E nas mulheres prejudica a produção de hormônios.
Cafeína- A cafeína em excesso provoca o aceleramento do sistema nervoso simpático, aumentando assim a ansiedade nas mulheres, que é uma grande inimiga da fertilidade.

ALIMENTOS QUE COMBATEM A INFERTILIDADE
Vitaminas B6- A vitamina B6 é encontrada no açúcar mascavo (melaço), vegetais de folhas verdes, carne, vísceras, gérmen de trigo, grãos integrais, fígado bovino; arroz integral, ovos, entre outros. Essa vitamina é uma grande aliada para as mulheres que pretendem engravidar. Sua deficiência pode causar desequilíbrio hormonal, síndrome pré-menstrual, acne pré-menstrual e depressão.

Vitamina E- De acordo com a nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann, a Vitamina E pode melhorar a motilidade dos espermatozóides. Também pode ser indicada para prevenir o aborto, desenvolvendo uma parede do útero mais forte e uma placenta mais saudável. Alimentos fontes de Vitamina E- Germe de trigo, grãos integrais, noz crua, sucos de frutas e vegetais.

Zinco- O zinco possui importante papel no desenvolvimento do esperma saudável, além de aumentar a fertilidade feminina, especialmente quando combinado a vitamina B6. Alimentos fontes de zinco- carne de peru escura, feijões, leveduras,ostras, carne bovina, entre outros.

Vitamina C- A Vitamina C melhora a concentração do número de espermatozóides e a motilidade, além de atuar na função ovariana e no desenvolvimento dos óvulos. Alimentos fonte de Vitamina C- laranja, limão, couve-flor, tomate, acerola, goiaba e outros.

Selênio- A maior parte do selênio encontrado no corpo dos homens está no sêmen. Esse mineral melhora a produção de espermatozóides saudáveis.
Alimentos fontes de Selênio- Grãos integrais e ovos são as melhores fontes.

Vitamina A- A deficiência dessa vitamina pode levar a degeneração e queda do número de espermatozóides. Alimentos fontes de Vitamina A- cenoura, batata-doce, ervilhas, couve-flor, espinafre, óleo de fígado de bacalhau, mamão, entre outros.

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter