A gestante deve ficar atenta ao sangramento vaginal, principalmente no final do terceiro trimestre. Esse sangramento pode ser um sinal de um parto prematuro, descolamento prematuro da placenta, ou consequência de um sangramento por placenta baixa (placenta previa)
“Dependendo da gravidade da situação, é recomendado a gestante ficar em repouso. Em alguns casos, é necessário o adiantamento do parto, para evitar que a saúde do bebê e da mãe seja ameaçada”, destaca o ginecologista, Dr. Domingos Mantelli Borges Filho.
Devo me preocupar com o sangramento na gravidez?
Na maioria das vezes, um sangramento leve pode até ser normal, e não apresentar risco para a saúde da mãe e do bebê.
“A partir do terceiro trimestre, o sangramento pode significar problema mais sério como a placenta prévia ou o descolamento prematuro de placenta. A placenta prévia acontece porque o órgão responsável pela oxigenação e alimentação do feto, se encontra no lugar errado dentro do útero”, esclarece o ginecologista, Dr. Domingos.
Mamães fiquem atentas! Na maioria das vezes, o sangue pode ser notado em pequenas quantidades. É escuro, não vem acompanhado de cólicas ou dores e pode permanecer por vários dias.
“Para controlar o sangramento, a gestante deve usar um absorvente íntimo para monitorar a quantidade e que tipo de sangramento está ocorrendo. Evite duchas vaginais ou relações sexuais durante um sangramento ativo” orienta o médico Dr. Domingos.
Nem todos os sangramentos significam risco de vida. Por isso, mantenha a calma e procure orientação médica.
Causas do sangramento no terceiro trimestre
O sangramento anormal a partir da segunda metade da gravidez é considerado mais sério porque pode ser indício de problemas com a mãe ou com o bebê. Entre as causas desse sangramento no segundo ao terceiro trimestre, podemos destacar:
Hematoma Intra-Uterino
É quando uma bolsa de sangue se forma no útero, na maioria das vezes devido um descolamento placentário. O médico deve acompanhar a gestação com mais cuidado e pode recomendar repouso para a gestante.
Problemas com a placenta
Qualquer sangramento depois de 20 semanas de gravidez pode indicar descolamento de placenta ou placenta prévia.
Parto prematuro
Sangramento a partir do segundo trimestre pode estar relacionado com trabalho de parto prematuro, e na maioria das vezes cem acompanhado de contrações.
O que fazer?
Após a gestante notar qualquer sangramento, é recomendado que ela fique em repouso e procure pelo médico imediatamente. Evitar fazer grandes esforços ou atividades físicas. Beba bastante água.
E não tome nenhum remédio sem conversar com seu médico.
“É possível evitar problemas durante a gravidez que ocasionem sangramentos fazendo exames durante toda a gestação e principalmente no pré-natal”, alerta o médico Dr. Domingos.
Quando devo procurar ajuda médica?
A gestante deve procurar imediatamente o seu médico quando notar corrimento vaginal com resíduos, acompanhados de tonturas, desmaio, sangramento severo, com ou sem dor e febre acima de 38°.
“A gestante deve comparecer no ginecologista, assim que ela tiver uma hemorragia vaginal. A prevenção é a única maneira de evitar um problema mais serio, e de tratar outros possíveis problemas durante a gestação”, aconselha o ginecologista Dr. Domingos Mantelli Borges Filho.

Fonte- Ginecologista e Obstetra Dr. Domingos Mantelli Borges Filho (CRM- 107.997)

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter