De acordo com Mariana Moraes, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética, o inchaço, ou edema, tem maior incidência nos membros inferiores. “Esse problema acontece porque na gravidez ocorre um aumento na quantidade de sangue e líquido no organismo. Além disso, o crescimento do útero comprime os vasos da região pélvica prejudicando o sistema circulatório”, explica.
Alguns fatores acabam prejudicando a saúde e acarretando inchaço, como excesso de peso, o tabagismo e uma alimentação inadequada. As gestantes precisam ficar atentas aos inchaços, principalmente, se for intenso e afetar as mãos, os braços e o rosto. “É importante alertar que se a gestante ganhe peso ou apresente formigamento nos braços, limitação dos movimentos dos dedos das mãos e dor na região na nuca, tais sinais podem indicar pressão alta, alterações renais ou Diabetes gestacional. Por isso, é imprescindível procurar o médico”, afirma Mariana Moraes.
Driblando o desconforto
Uma sessão de massagem é uma boa alternativa para minimizar esses males. As massagens devem ser feitas em um lugar tranquilo para ajudar no relaxamento. “Todos os movimentos das massagens devem ser bem suaves, sem muita pressão e com um cuidado especial para não gerar incômodo na mãe ou no bebê. Para dar mais conforto, muitas vezes, utilizamos almofadas para aumentar o conforto e a massagem é feita com a gestante deitada de lado”, afirma a fisioterapeuta.
Além disso, todas as técnicas devem ser aplicadas com cuidados e restrições específicas para a gestação. Feitas por um bom profissional, elas contribuem, e muito, para o bem-estar e conforto da grávida. O segredo para diminuir o inchaço na gestação pode estar na massagem Destoxi Drenante, que pode ser feita em clínicas de estéticas e de fisioterapeutas por pessoas especializadas. “É uma massagem que visa equilibrar as funções metabólicas proporcionando mais saúde, bem estar e diminuindo edemas”, ressalta Mariana Moraes.
Para que serve?
A massagem destoxi drenante é uma técnica altamente especializada que combina manobras de massagens drenante manual, terapêutica oriental e relaxante. A sua principal finalidade é desintoxicar, eliminar toxinas, equilibrar as funções metabólicas, diminuir edemas, combater a flacidez e, por fim, relaxar a musculatura.
Além disso, é uma massagem com derivados de biotecnologia marinha que visa desintoxicar e drenar o organismo, proporcionando mais saúde e bem estar.
Quando o assunto é massagem logo se associa à drenagem linfática, mas o que muitas mães não sabem é que a destoxi drenante também oferece bons resultados em relação ao inchaço. “A massagem destoxi drenante pode ser aplicada na gestante sem riscos à saúde da mãe ou do bebê”, informa a Mariana Moraes.
O procedimento pode ser feito pela gestante até três vezes por semana, com um intervalo mínimo de 24h.
Por que a gestante deve fazer massagem?
A massagem durante a gravidez alivia os desconfortos, prepara o corpo para o parto, fortalece as articulações, atua sobre o sistema nervoso, melhorando o sono, a digestão e diminuindo o estresse. E isso proporciona uma gravidez mais prazerosa e saudável. “Um dos grandes benefícios da massagem durante a gestação, é que pode diminuir o estresse e a ansiedade, proporcionando um parto mais tranquilo. Além de melhorar a circulação sanguínea e linfática, também ajuda a prevenir a formação de vasos e varizes”, diz a fisioterapeuta.
Lembre-se que antes de dar início a qualquer tipo de tratamento terapêutico complementar, a gestante deve informar o médico sobre todos os detalhes da terapia que deseja fazer. A mulher também deve evitar massagens antes de completar os três meses de gestação.
Fonte- Mariana Moraes, fisioterapeuta do Zahra Spa & Estética

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter