Cansaço, desconforto, queimação e peso nas pernas. Se você está sentindo alguns desses sintomas, ou todos eles ao mesmo tempo, fique alerta. Podem ser varizes, problema que atinge mais de 25 milhões de pessoas em todo o mundo. Pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que em cada cinco adultos, um sofre com as terríveis inflamações nas veias, que podem ter origem primária ou secundária.

As varizes primárias quase sempre têm caráter hereditário e atingem as duas pernas. Já as secundárias, estão mais associadas ao uso da pílula anticoncepcional e fumo, e geralmente surgem em pessoas que trabalham muitas horas de pé.

Enquanto as artérias distribuem o sangue pelo organismo, as veias fazem o caminho inverso em direção ao pulmão, para que o sangue seja oxigenado. Pessoas que ficam horas de pé estão com excesso de peso, são sedentárias ou têm uma predisposição familiar, correm sérios riscos de ter varizes. As válvulas existentes dentro das veias perdem a capacidade de direcionar o sangue para o pulmão. As veias costumam dilatar-se, o fluxo de sangue torna-se mais lento e surgem as manchas e riscos azulados ou avermelhados nas pernas.

Homens e mulheres sofrem igualmente com o problema. Aos primeiros sinais de varizes é importante procurar atendimento especializado, pois quanto mais cedo tratar, mais fácil será livrar do incômodo das veias inflamadas. O tratamento é definido conforme o estágio da doença. Nos casos mais simples, que atingem as chamadas veias superficiais, é indicada a micro-cirurgia. Quando são atingidas as veias profundas, é necessária uma intervenção cirúrgica mais complexa.

Os casos mais graves costumam evoluir para flebites (inflamação nas paredes das veias) e tromboflebites (flebite associada à trombose do vaso). Geralmente a pessoa que sofre de um desses processos apresenta outros sintomas como cãibra, dor na sola dos pés e falta de firmeza nas pernas.

Para as chamadas microvarizes ou vênulas superficiais, o tratamento indicado é a escleroterapia, que consiste na aplicação de injeções de glicose hipertônica. Essa substância é um ótimo esclerosante, este método é muito indicado para o tratamento estético, sendo realizado no próprio consultório do médico.

Saiba mais sobre as varizes

O QUE SÃO VARIZES PRIMÁRIAS?
Quase sempre elas têm caráter hereditário, atingem as duas pernas e são decorrentes de defeitos congênitos das veias e válvulas.

O QUE CAUSA AS VARIZES SECUNDÁRIAS?
Geralmente elas surgem em função de gravidez, tumores pélvicos ou abdominais, uso de pílula anticoncepcional, cigarro. Profissionais que ficam muito tempo de pé estão sujeitos a ter varizes secundárias. Em geral elas atingem uma única perna.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DAS VARIZES?
Veia dilatada e aparente, dor e sensação de peso nas pernas, queimor.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?
Através de exame clínico. A utilização do aparelho de ultra-som Duplex Scan Venoso, que permite um estudo detalhado das veias superficiais e profundas, indica o tratamento mais adequado.

NA GRAVIDEZ

Porque aparecem varizes nas grávidas?
As varizes se desenvolvem ou se agravam durante a gravidez devido ao crescimento do útero que exerce pressão nas veias da região pélvica e na veia cava inferior (responsável por drenar o sangue proveniente dos membros inferiores e cavidade abdominal). Isso aumenta a pressão sanguínea nas veias das pernas influenciando no desenvolvimento de varizes. O excesso de hormônios femininos e o peso do bebê são os principais causadores do problema na gestação. A pressão que o neném exerce sobre as pernas é um obstáculo para a circulação de líquidos do corpo, que se acumulam e dilatam os vasos sangüíneos. Grandes quantidades de estrogênio e progesterona apresentam o mesmo efeito dilatador.

As grávidas, devem usar meias elásticas durante toda a gravidez, obedecendo o seguinte critério: suave compressão do primeiro ao terceiro mês; média compressão, do terceiro ao sexto mês, e alta compressão até o nono mês. Se a mulher se cuidar, geralmente o problema desaparece após o parto.

2. Como posso me prevenir?
Você pode prevenir ou pelo menos minimizar o aparecimento de varizes procurando evitar ao máximo o excesso de pressão sobre suas pernas durante a gravidez. Siga essas pequenas dicas no seu dia-a-dia antes mesmo do surgimento do problema:
• Pratique exercícios diariamente – mesmo uma caminhada em volta do quarteirão já ajuda.
• Sempre que possível, sente-se com as pernas elevadas para facilitar a circulação sanguínea.
• Porque a veia cava inferior está localizada no lado direito do corpo, deitar-se do lado esquerdo ajuda a diminuir a pressão sobre a mesma, melhorando a circulação.
• Vista meia elástica antes mesmo de se levantar da cama de manhã. Essas meias não eliminam varizes que você já possui mas ajuda na prevenção de um possível agravamento e no surgimento de novas varizes.

• Não cruze as pernas ao sentar-se.

3. Como me livrar de varizes?
Em alguns casos, as varizes desaparecem após três ou quatro meses após o parto. E, nos casos em que elas não desaparecem e estão incomodando você, elas podem ser cirurgicamente removidas. Se você está pensando em remoção cirúrgica, é melhor esperar até que você já tenha tido o último filho porque infelizmente as varizes tendem a piorar a cada gravidez. Esperar até após a amamentação também é uma boa recomendação a seguir porque os níveis de hormônios estarão regularizados. Qual o melhor método de tratamento vai depender no tipo e quantidade de varizes existentes.

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter