Futuras mamães devem tomar cuidados especiais para reduzir sintomas e evitar o aparecimento de varizes durante a gestação.

No período de nove meses de gestação o corpo da mulher fica completamente diferente. As pernas ficam pesadas, doloridas e cansadas, os pés e tornozelos incham. Durante a gravidez, devidos cuidados são indispensáveis para evitar os problemas que podem surgir com todas essas mudanças. As varizes são um deles.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as varizes atingem 20% da população adulta e a doença arterial obstrutiva periférica (problemas circulatórios em extremidades do corpo) acomete 20% dos idosos, limitando a qualidade de vida para quem não controla os fatores de risco.

Para entender melhor esse problema, antes de tudo, saiba que as varizes são veias que ficam doentes por sofrerem tortuosidade, alongamento e dilatação, dificultando a circulação sanguínea. Os principais fatores de risco que influenciam o aparecimento das varizes são hereditariedade, a idade (a partir dos 30 anos), obesidade, cigarro, anticoncepcionais, sedentarismo e alterações hormonais (menstruação, gravidez e menopausa).

Durante a gestação, o aumento do útero e da quantidade de sangue circulante dificultam o retorno do sangue dos membros inferiores para o coração. Outros efeitos nocivos à circulação são o aumento da progesterona (dilatador de veias) e do trabalho das veias.

Por conta dessas condições, algumas varizes podem aparecer já no primeiro trimestre da gestação e desaparecer depois do nascimento do bebe, porém as varizes que já existem podem piorar durante a gravidez. Na segunda gravidez o índice de aparecimento de varizes atinge entre 50-76% das gestantes.

Sintomas

O primeiro sintoma é visível e bem conhecido, o aparecimento de veias azuladas abaixo da pele, grupos de finos vasos avermelhados ou roxos, queimação nas pernas e planta dos pés, inchaço nos tornozelos ao final do dia, coceira, cansaço ou sensação de pernas fracas e inquietas, e as famosas câimbras.

Prevenção e cuidados

As meias medicinais de compressão graduada servem como uma terapia que atrelada aos exercícios físicos ajudam na prevenção e no tratamento das varizes. Elas agem como um estimulante da circulação, já que comprimem principalmente o tornozelo, decrescendo gradualmente à medida que o sangue sobe em direção à coxa.

Com isso o fluxo sanguíneo retorna ao coração com mais facilidade diminuindo edemas, volume e fluxo venoso; aumenta a velocidade venosa e a drenagem linfática, além de melhorar a bomba vascular e a microcirculação.

Também em longas viagens, alguns cuidados devem ser tomados para evitar o inchaço e a temida trombose (formação de coágulos ou trombos nas veias).  Neste caso, as meias de compressão graduada também devem ser adotadas, além de ser necessário movimentar os pés e as pernas pelo menos a cada duas horas e evitar bebidas alcoólicas.

  • Print
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • PDF
  • Twitter